Igreja Matriz de Aiuruoca

A Igreja Matriz de Aiuruoca homenageia Nossa Senhora da Conceição. Construída em 1717, a igreja conserva a arquitetura da época.

História da Igreja Matriz de Aiuruoca

A data da criação da Paróquia em 1717 é controversa. Houve um equívoco de 11 anos, pois só em 1728 é que aparecem os primeiros registros paroquiais. Nesse ano é que teria sido erecta a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição de Aiuruoca, mediante decreto do Bispo do Rio de Janeiro. O visitador Diocesano foi o Pe. Manuel Freire Batalha, a quem foram confiadas as visitas canônicas das Igrejas de Vila Rica e da comarca do Rio das Mortes. Em sua visita de 10 de março de 1730 em Aiuruoca, designou para pároco do lugar o Pe.Inocêncio de Araújo Meneses, sacerdote mais novo e cheio de ideais. Esse sacerdote foi o segundo vigário e ali paroquiou até o ano de 1737.

Informações Úteis sobre a Igreja Matriz de Aiuruoca

 Endereço: Praça Monsenhor Nagel, s/nº     Aiuruoca / Minas Gerais – CEP: 37450-000 – Telefone: 35 3344-1264

Pároco: Pe. Gilberto Paganelli / Vigário Paroquial: Mons. Luís Vieira Arantes.

A Igreja Matriz de Aiuruoca localiza-se em frente à praça principal da cidade. Ao longo dos anos sofreu várias modificações; possui fachada em três planos e a torre no centro onde se encontra a porta principal, em madeira pintada e muito bem ornamentada. Na torre encontra-se um nicho com uma imagem de bronze da padroeira e logo em cima um relógio. Em seu interior encontram-se quatro altares de madeira que segundo tradições locais são do princípio do século XIX. São todos trabalhados em arabescos, medalhões, nichos nas cores creme e dourado. O forro da matriz não corresponde ao seu estilo. O altar Mor é de mármore trabalhado, pequeno, porém belo. Neste mesmo altar encontra-se a imagem da padroeira e logo acima um quadro em azulejo de N. Sra. da Conceição tendo à sua direita e esquerda dois anjos. Seu interior é de cor cinza altares laterais de mármore.

Compartilhe e Comente

Comentários