Estação Ferroviária de Aiuruoca

A estação de Aiuruoca foi inaugurada em 1911 com o nome de Angahy, para atender ao município de Aiuruoca.

Estava situada a 10 km da cidade. Protestos da população da cidade quanto à distância que tinham de percorrer para tomar o trem levaram a estação a ser incendiada e destruída, em 18/09/1913. A Rede Sul-Mineira não alterou sua posição e a estação permaneceu no mesmo local. Ainda com a estação destruída, a estrada de rodagem foi construída somente em 1922, com a intervenção do Coronel José Justiniano.

Enquanto isso, para servir de estação, continuava ali estacionado o carro 124-D da Rede. As mercadorias da região ficavam expostas ao tempo na estação por falta de espaço para armazenamento, o que causava atrasos nos despachos. Somente no segundo semestre de 1925, a Rede autorizou a reconstrução da estação, sendo que o Coronel ficaria responsável pelo custo da obra. Ele depositou o dinheiro no valor de 20.000$00 (vinte mil réis) para tanto.

A estação foi finalmente reconstruída, doze anos após o incêndio. Em 1931, a estação passa a ser parte da RMV – Rede Mineira de Viação, criada com a fusão de diversas ferrovias mineiras. Em 1935, o nome da estação é alterado para o da cidade: Aiuruoca. Entre 1961 e 1964, toda a linha da Barra teria sido suprimida, voltando a operar (mas agora somente entre Soledade e Santa Rita) em 10/9/1964, com a passagem da primeira locomotiva a diesel pela estação

Quer fazer um roteiro guiado para a Estação Ferroviária de Aiuruoca ? Clique AQUI e entre em contato conosco.

Compartilhe e Comente

Comentários